segunda-feira, 27 de junho de 2016

Todos já desenharam monstros na infância, mas poucos conseguiram dar vida a eles

Keith Donohue escreve histórias realmente assustadoras. Não aquelas com sangue por todos os lados ou sustos premeditados para fazer o leitor pular da cama. O horror está nas sutilezas que são capazes de fazer a pele formigar e nos dar a certeza de que estamos diariamente interagindo com o sobrenatural.

Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar.

Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.
 


Na superfície, O Menino que Desenhava Monstros é uma história sobre pais fazendo o melhor para criar um filho com certo grau de autismo, mas é também uma história sobre fantasmas, monstros, mistérios e um passado ainda mais assustador. O romance de Keith Donohue é um thriller psicológico que mistura fantasia e realidade para surpreender o leitor do início ao fim ao evocar o clima das histórias de terror japonesas.
 
Um livro para fazer você fechar as cortinas e conferir se não há nada embaixo da cama antes de dormir. O Menino que Desenhava Monstros receberá o tratamento monstruoso já conhecido pelos leitores da DarkSide em 2016. A história também ganhará uma adaptação para os cinemas, dirigida por ninguém menos que James Wan, o diretor de Jogos Mortais e Invocação do Mal.
Read More

domingo, 26 de junho de 2016

Booktrailer de Domingo #55

O booktrailer de domingo é um espaço para mostrar o que as editoras estão produzindo de legal em material audiovisual para divulgar os seus lançamentos. O post de hoje mostra o booktrailer do livro de fantasia Meio Rei, de Joe Abercrombie, publicado no Brasil pela Editora Arqueiro.

Read More

sábado, 25 de junho de 2016

Obra leva leitores a busca em torno de um dos maiores mistérios do ocidente

Em Misterius In Versus, livro escrito pelo carioca e filho de pais portugueses, Antonio Marcos Correia, os leitores irão mergulhar em uma busca por mistérios inimagináveis através de templos, locais sagrados e destinos turísticos entre o velho continente e a cidade do Rio de Janeiro.

A obra traz como personagem principal Eduardo, um pacato bibliotecário do arquivo público em Portugal, que cai em uma armadilha montada por membros de uma sociedade secreta e passa a ser alvo de chantagem, o que o impele a uma busca por tesouros perdidos.
Na narrativa, a solução em torno do hipotético túmulo de Maria Madalena surge através de um caminho português. Na trama, o poeta Luiz de Camões teria deixado pistas em suas obras e em outros lugares que indicariam a localização de tal segredo.
"Cruz ficou um pouco perplexo tentando descobrir o  que significava aquilo e então se viu na frente de um quebra-cabeças. Tentou ler os números mentalmente de forma pausada, como dizia o título, na esperança de ter alguma luz sobre aquilo. Leu os números na vertical, na diagonal, na horizontal, de trás para frente, mas nada tinha significado especial para ele. Foi quando então teve uma ideia que iria lhe render vários problemas, guardou o papel no bolso da camisa para raciocinar sobre ele na tranquilidade de sua casa. "
O livro, segundo o autor, é uma hipótese histórica, já que traz fatos históricos reais com nexos de ficção entre eles. Além de se basear na literatura acadêmica para compor as páginas, todos os locais descritos foram visitados pelo escritor em viagens. “Essa proximidade com a realidade dá ao leitor a possibilidade de se achar próximo dos mistérios a serem resolvidos e a sensação que podemos fazer parte na vida real na solução deste e de outras incógnitas. Isso é por si só é instigante”, afirma.

A obra chega às livrarias no fim do mês de maio pela editora Chiado.
Read More

sexta-feira, 24 de junho de 2016

As Crônicas de Fiorella

de Vanessa Martinelli (Editora Saraiva)

Chega um ponto na vida da gente em que precisamos abandonar a infância, aquela vida de moleza de ganhar tudo nas mãos e não ter uma preocupação nesse mundo. Essa hora chegou para Fiorella, uma adolescente cheia de personalidade e muito divertida.

Ela divide seus dias entre a chatice da escola, onde convive com sua melhor amiga Flávia, e entre a casa onde tem que conviver com sua mãe e seu irmão mais novo, além de um cachorro muito estranho chamado Rufus. Os seus pais são separados, e agora sua mãe está conhecendo outros homens que podem ou não vir a ser seu namorado, mas a filha não vai deixar barato para todos esses estranhos querendo entrar em sua vida.



A jovenzinha conta em detalhes o seu dia a dia, as confusões em que se mete, e sua convivência com a família. Ela fica encanada com todas as coisas que me preocupavam quando eu tinha a idade dela, então dei muita risada lendo o livro e me identificando com a protagonista. Cada cena de vergonha e humilhação na escola, os castigos e briguinhas domésticas, tudo que os irmãos aprontam um para o outro, tem muita realidade em cada cena. 


Não é surpresa para quem acompanha o blog há mais tempo que sou fã do trabalho da Vanessa Martinelli, todos os livros dela tem esse poder de evocar situações que eu já vivi com a idade dos personagens. Amei as leituras de Amigos Inimigos, e Amigos Inimigos - A Formatura, e com Fiorella não foi diferente. Além disso, a escrita da autora tem um humor tão puro e divertido, que te faz gargalhar e não deixa o sorriso sair do rosto enquanto está conhecendo a Fiorella (que é meio doidinha, mas quem de nós não foi um dia?). Suas personagens são cheias de uma inocência, que a princípio pode parecer até meio boba, mas que são um bálsamo em um mundo de gente cínica e falsidade. Te faz desejar ter pessoas assim na sua vida, e se você ainda não conhece o trabalho dessa ótima escritora brasileira, eu sugiro que dê uma chance e não vai se arrepender, independente de sua idade. 


O livro tem capítulos curtinhos, e é como o nome diz, um punhado de crônicas. Além do tema, e da escrita, acho que esse formato é muito válido, especialmente para os leitores mais novos. Também tem muitas ilustrações fofas. Se eu que já estou na casa dos 20 e poucos amei a história, e dei muita risada, imagine alguém que faça parte do público alvo. Com certeza são 110 páginas de entretenimento de qualidade. 
Read More

Música de Sexta - Iwan Rheon

Música de Sexta é uma sessão semanal para mostrar algumas dicas musicais. A música de hoje é uma homenagem ao episódio do último domingo de Game of Thrones, onde um dos personagens que brilhou na Batalha dos Bastardos foi Ramsey Bolton, vivido pelo ator Iwan Rheon. O que muita gente não sabe é que além de dar vida um dos personagens mais malignos das séries, Iwan é um amor de pessoa, e um músico super talentoso. Segue o clipe da música dele, Bang! Bang!. Olha só:

Read More

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Livro infantil traz história de ratinha que procura grande amor

Neste mês é comemorado no Brasil o Dia dos Namorados. Para celebrar essa data, a Editora Mundo Mirim apresenta a história da Ratinha Cor-De-Rosa, que luta para encontrar o seu verdadeiro amor.

Numa narrativa linear bem-humorada, A Ratinha Cor-De-Rosa Do Rabinho Azul-Escuro traz a trajetória de Filó Filomena da Gema, uma ratinha cor-de-rosa com o rabinho azul-escuro que tem um sonho. Ela sonha com seu ratinho encantado: ele é amarelo com rabinho azul-escuro.

Página após página, vários pretendentes aparecem de tudo quanto é jeito — colorido, de bolinha, de brinco, aventureiro, motoqueiro... até mesmo um meio pirado — todos querendo pedir a mão de Filó em casamento. A ratinha nem dá bola, nem mesmo quando surge o mais bonito de todos. Apesar disso, a ratinha persevera em seu sonho, e a partir de então, ela pede ajuda ao rei Leão para encontrar o rato dos seus sonhos.

Ninguém põe muita fé de que um dia esse "ratinho encantado” apareça, mas ela continua acreditando. Além de contar uma história de amor, o livro aborda temas como afetividade, diversidade cultural e perseverança.
Read More

HQ holandesa January Jones chega ao Brasil pela AVEC


A AVEC Editora estreia em grande estilo na sua empreitada de trazer ao Brasil novos títulos europeus. A partir de junho chega às livrarias e comic-shops January Jones: Corrida Contra a Morte (48 páginas, 21x28cm, papel couché 170g, R$ 34,90), escrita por Martin Lodewijk e desenhada por Eric Heuvel. O álbum é o primeiro volume de uma série ambientada na década de 1930 e que narra as aventuras de uma aviadora destemida. Na Europa a personagem é considerada a sucessora de Tintim dentro do estilo de quadrinhos conhecido como linha clara.

Em suas aventuras, January Jones viaja pelo mundo a bordo de um avião Havilland Comet, enfrentando conspirações e perigos com muita ação, aventura, suspense e humor. Uma característica marcante dos álbuns da personagem é a inserção de citações a fatos e personagens históricos. Para um melhor aproveitamento da HQ, a edição da AVEC conta com notas de rodapé explicativas que visam contextualizar o leitor brasileiro sobre alusões à história da Europa. “Várias das citações a personagens ou episódios históricos na edição são de fácil compreensão para os europeus, mas para que os brasileiros, que podem não conhecer tão a fundo a história da Europa, resolvemos inserir as notas para que nossos leitores tenham a melhor experiência possível”, explicou o editor Artur Vecchi.

O álbum January Jones: Corrida Contra a Morte já pode ser adquirido através do site da AVEC (http://www.avecstore.com.br) e chegará durante as próximas semanas nas principais redes de livrarias e comic-shops do país.

Sinopse

Em Corrida Contra a Morte, January Jones deixa os céus um pouco de lado para participar do Rali de Monte Carlo, uma famosa prova que existe desde 1911. Nesta aventura, Jones pilota o Viragiro, um carro revolucionário que lhe traz muitas chances de alcançar a vitória. Enquanto tenta chegar ao fim do trajeto, ela luta contra espiões alemães, corredores desleais e encara muita neve.

Inspiração 

A personalidade forte e independente de January Jones é um dos pontos altos da personagem, da mesma forma que seu visual também tem uma composição complexa e fiel à realidade da aviação na década de 1930. Questionado sobre as inspirações para a criação do visual e das atitudes da protagonista, o co-criador Eric Heuvel revelou uma curiosidade: “Eu gostava, e ainda gosto, muito das estrelas dos anos trinta. Assim para compor January Jones eu me inspirei em uma atriz chamada Ginger Rogers. Eu me baseei nela para diversos aspectos da personagem, mas estava especialmente inspirado por seu estilo de cabelo, porque eu pensei que January precisava parecer impressionante, mesmo depois de retirar seu capacete de voo”. 

Expectativa

Quando perguntado sobre a sua expectativa a respeito da chegada de sua personagem ao Brasil, Heuvel se mostrou bastante empolgado: “Até pouco tempo atrás eu nem sabia que o Brasil é um país que ama quadrinhos. Meus olhos se abriram quando eu soube do interesse de uma editora brasileira, anos atrás, em publicar algumas HQs minhas sobre o Holocausto e a Segunda Guerra Mundial. E agora, depois do interesse por January Jones, eu estou empolgado e olhando para o Brasil de uma maneira totalmente diferente agora”.
Read More

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Iron Studios apresenta novos colecionáveis na Expo Disney 2016


Nos dias 15 e 16 aconteceu em São Paulo, no Transamerica Expo Center, a Expo Disney, evento de negócios para comerciantes e licenciados com lançamentos e novidades relacionadas ao universo Disney. Na ocasião, a Iron Studios, desenvolvedora e produtora de figuras colecionáveis oficiais altamente detalhadas, apresenta suas novidades que entrarão no mercado nos próximos meses.

Entre as novidades foram exibidos dois colecionáveis que serão vendidos exclusivamente na Comic Con Experience 2016, maior evento de cultura pop da América Latina que acontece de 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo. São elas: o Dr. Octopus (34 cm) da linha Marvel Comics Série 3 - Art Scale escala 1/10, e o Chewbacca (22 cm) da Linha Star Wars Série 2 - Art Scale 1/10, que acompanha o C-3PO desmontado na mochila, fazendo referência ao episódio V da saga.

“Assim como na edição 2015 da Comic Con Experience, a Iron Studios presenteia os fãs de quadrinhos com a venda de duas peças exclusivas que retratam os principais personagens de cultura pop do universo Disney”, ressalta Marcelo Bassoli, gerente da Iron Studios.

Além das peças exclusivas da CCXP, a empresa exibirá pela primeira vez três colecionáveis do filme Capitão América: Guerra Civil da linha Legacy Replica escala 1/4: Falcon (75 cm), War Machine (75 cm) e Black Panther (56 cm). Os colecionáveis fazem parte de um diorama de seis peças no total, que representam uma batalha do filme.

Para saber mais sobre a Iron Studios, acesse: www.facebook.com/ironstudios
Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena