domingo, 14 de fevereiro de 2016

Psicodália: Do que eu falo quando eu falo de felicidade


Para quem não curte a folia do Carnaval, a época geralmente é marcada por um grande estoque de comida e filmes em casa. Mas para um grupo de seis mil brasileiros, estes seis dias antes e depois do feriado são o ápice do ano. Para grande parte desta multidão, a Fazenda Evaristo em Rio Negrinho - SC é o lugar mais lindo do mundo.

Chegando ao melhor lugar! Eu sou a tatuada de blusa vermelha! haha :)
No local acontece o Psicodália, evento multicultural que reúne shows e apresentações de cinema, teatro, e oficinas. Já conhecia o evento há três anos, mas sempre estava trabalhando na época de sua realização, e em 2016 pela primeira vez pude conferir de perto do quê meus amigos tanto falavam.

Esse é a minha tchurma que esteve no evento!
Para quem tem interesse em participar, excursões partem de vários locais do país, incluindo daqui do Vale do Rio Pardo. O passaporte dá direito a todos os dias do evento, e não existe a possibilidade de compra de apenas um dia. A hospedagem no local é em acampamento, com estrutura de banheiros e chuveiros, além de praça de alimentação e mercearia. O passaporte varia entre 320 e 400 reais dependendo do lote em que você comprar. No local, o dinheiro é colocado no Cartão Dália, moeda do evento, onde você coloca créditos e pode usar para comer, beber e adquirir souvenires.


Os shows impressionam: em anos anteriores Gong e Jethro Tull. Em 2016, as atrações principais eram John Kay e Steppenwolf (do clássico Born to Be Wild), Elza Soares, Naná Vasconcelos, Replicantes, Bixo da Seda e Nação Zumbi. Entre os meus shows preferidos, aqueles de bandas brasileiras sensacionais e quem não tem o destaque que merecem, como Terra Celta, Confraria da Costa, Francisco El Hombre, Trombone de Frutas, Orquestra Friorenta, Casa de Orates, Cadillac Dinossauros, Apicultores Clandestinos e Skrotes.
Esse vídeo é de 2015, mas a banda se apresentou em 2016 e foi o meu show favorito!
 


A magia começa nas fundações do 'Dália', como o festival é carinhosamente chamado. Os princípios que imperam são os da ecologia, da igualdade, da liberdade, do respeito, da cooperação e do amor. Existe um senso de comunidade inexplicável. Experimente unir seis mil pessoas com diferentes visões de mundo em um grande acampamento. Parece uma receita para o desastre? Pois não é. Estive no evento todos os dias e posso afirmar que não presenciei nenhuma briga, nenhuma discussão, nenhuma violência de nenhum tipo.

Muito pelo contrário, o clima no local é de 'respeite e seja respeitado'. Por lá se encontram participantes de todas as idades, de várias partes do Brasil. Muitas famílias, com crianças de colo, que começam a andar, ou até mesmo em idade escolar; e nem os animais de estimação escapam. Todos fazem parte deste caldeirão.
 
Queria mandar um beijo pra todos que usaram kilts! <3 JAMIE FRASER WHO
 De certa forma, no Psicodália todas as coisas boas dentro de cada um de nós são ampliadas. Quem é bom, fica melhor. Os sorrisos são frouxos, os abraços amistosos. A dança é desavergonhada. A individualidade é respeitada. Nunca na minha vida me senti tão confortável em minha própria pele; não existem julgamentos. Você pode simplesmente ser quem é, se vestir como gosta e fazer o que quiser e todo mundo vai te apoiar. O mundo não seria um lugar mágico se sempre as pessoas fossem assim?



Todas as vezes em que vi as fotos do Woodstock e fiquei triste pensando que nunca poderia vivenciar algo remotamente similar, foram esquecidas nos últimos seis dias. Por que a essência de comunidade, liberdade, paz & amor, estão todos neste festival. Da mesma forma, todas as vezes em que me senti desesperançada pela humanidade (a que vemos definhar todo os dias numa espiral de consumismo, misoginia, homofobia, racismo, e preconceito), foram esquecidas. Nunca pensei ser possível estar em um local longe de casa, cheio de gente estranha, e mesmo sendo mulher me sentir segura e respeitada o tempo todo. Durante seis dias, vivi no paraíso das minhas utopias. Durante seis dias fui feliz.

A impressão que fica depois de alguns dias de Psicodália é de fé na humanidade restaurada. O mundo seria um lugar melhor se cada um de nós fosse um pouco mais Dália.

Esse texto foi publicado originalmente no Blog Elas por Elas, onde também sou colunista!
Read More

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Curta-metragem: Blinky™ - Bad Robot


"Em breve, cada residência terá um robô assistente. Não se preocupe, seus filhos estão perfeitamente seguros". Neste curta de 2011, um menino solitário pede aos pais que lhe comprem um robô doméstico, Blinky. O vídeo é uma mistura de live action e animação e foi dirigido por Ruairi Robinson. Blinky tem 13 minutos de duração e classificação 16 anos; o filme foi produzido por Estados Unidos e Irlanda. Fiquei muito surpresa pelo curta misturar ficção científica e terror de uma forma tão doméstica e real, achei sensacional. Confira:

Read More

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Booktrailer de Domingo #49

O booktrailer de domingo é um espaço para mostrar o que as editoras estão produzindo de legal em material audiovisual para divulgar os seus lançamentos. O de hoje é pra divulgar o livro A Sereia da Kiera Cass, publicado no Brasil pela Editora Seguinte. Confira:


Read More

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Release A Ilha das Sete Luas


Livro: A Ilha das Sete Luas
Autor: Marcus Sedgwick
Editora: Novo Século

Em 2073, na remota e fascinante ilha Bendita, há rumores de que ninguém envelhece e de que não há crianças. O jornalista Eric Sete desembarca na ilha para investigar esse mistério. Depara-se, então, com Merle, uma jovem e linda garota. E Eric tem a estranha sensação de que ela sempre habitou seu coração e de que estava destinado a encontrá-la. Mais uma vez. "A ilha das sete luas" é uma história de amor e mistério que ultrapassa o tempo, o espaço e a própria vida. Uma narrativa de horror e beleza, ternura e sacrifício.
Read More

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Música de Sexta - Agnes Obel

Música de Sexta é uma sessão semanal para mostrar algumas dicas musicais. Agnes Obel é uma musicista, cantora e compositora dinamarquesa de 35 anos. A voz dela é tão etérea e a música tão suave e triste que parece que você está caminhando para dentro de um sonho. Não sei explicar, mas desde que descobri não consigo ouvir outra coisa. Escolhi Riverside que é uma das suas músicas mais conhecidas, mas também gosto muito de Dorian, Just So e Fuel to Fire.

Read More

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Tag: Esse ou Esse

Oi gente tudo bem com vocês? Hoje vou responder uma Tag muito legal chamada Esse ou Esse, e quem me  indicou foi a Elis do Blog A Magia Real. O selo é do Blog Momento Crivelli. Não sei quem criou ou traduziu essa tag, se você souber, comente! Confira abaixo quais são as regrinhas e quais foram as minhas respostas nesta brincadeira:


Regras:
- Colocar o blog que te indicou no início do post;
- O livro que dá início é o livro ganhador da pessoa que te indicou;
- Seguindo a lista de indicados pela pessoa que te passou a TAG, você deverá ir escolhendo de acordo com a ordem se: deixa o livro que lidera a batalha ou se escolhe a nova opção dada e abaixo explica o porquê.
- Uma vez que tenha o seu livro ganhador, escolha você sete livros e sete blogs para repassar a TAG.
- E agora, com tudo bem entendido, vamos lá!

O livro vencedor da Elis foi o Feita de Fumaça e Osso, da Laini Taylor (Editora Intrínseca):
 
Primeiro Round:

Feita de Fumaça e Osso, da Laini Taylor ou Escravas de Coragem, de Kathleen Grisson

Entre os dois a escolha não é muito difícil, porque apesar de já ter lidos resenhas que elogiam ainda não tive vontade de ler Feita de Fumaça e Osso. Já o Escravas de Coragem é um livro que com certeza está na minha lista!

Segundo Round:
Escravas de Coragem, de Kathleen Grisson ou Querida Sue de Jessica Brockmole

Duelo da Arqueiro: Apesar da Kathleen Grisson ter um livro que tenho interesse em ler, Querida Sue é um volume que eu PRECISO! hahaha Sei que a história começa na Ilha de Skye na Escócia, e que tem uma parte na Primeira Guerra Mundial, e só isso já me vence! <3

Terceiro Round:
Querida Sue de Jessica Brockmole ou Estranha Perfeição de Abbi Glines
Olha, apesar de saber que a Abbi Glines tem um monte de fãs fervorosos, e de acreditar mesmo que os livros dela são muito bons, eu ainda não li nenhum deles. Não surgiu em mim esta curiosidade. Por essa razão eu ainda fico com o Querida Sue.

Quatro Round:
Querida Sue de Jessica Brockmole ou Grau 26 ou Anthony E. Zuiker
Preciso começar confessando que ainda não conhecia essa série Grau 26, mas a sinopse é bem interessante. É um livro policial com agentes do FBI, um assassino em série, enfim, todos os elementos que gosto. Mas estou apegada no romance. 

Quinto Round:
Querida Sue de Jessica Brockmole ou Os Sete de André Vianco
Os Sete com certeza é um dos meus livros nacionais favoritos de todos os tempos, e li ele muito antes de ter o blog, então algum dia quero reler para fazer uma resenha caprichada. É um daqueles livros cheio de qualidade, com personagens cativantes e que você sonha em ver transformado em filme ou série. Mas como já li, a minha vantagem ainda é de Querida Sue. 

Sexto Round:
Querida Sue de Jessica Brockmole ou O Lobo das Planícies de Conn Iggulden
 
Finalmente um livro pra bater Querida Sue! Conn Igulden é um autor que todo mundo que lê ama (aparentemente), pelo menos todo mundo que conheço que leu algo dele se apaixonou instantaneamente. Então com certeza O Lobo das Planícies vai pra minha listinha.

Sétimo Round:
O Lobo das Planícies de Conn Iggulden ou Viva para Contar da Lisa Gardner
Então chegou o último round e não sei o que fazer. Quero muito ler os dois livros, mas escolho o Viva para Contar porque já tenho na minha estante há bastante tempo e ainda não dei uma chance. Além disso faz um bom tempo que não leio uma história policial. 

O Vencedor:
 
Meus livros indicados são:
1. Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes
2. Uma Breve História do Tempo - Stephen King
3. Outlander: A Viajante do Tempo - Diana Gabaldon
4. Coraline - Neil Gaiman
5. Watchmen - Alan Moore
6. O Duque e Eu - Julia Quinn
7. A Mediadora: A Terra das Sombras - Meg Cabot

Os blogs indicados são:
Read More

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Novecentos

de Alessandro Baricco (Editora Rocco)

Um monólogo escrito para o teatro, transformado em conto, que é transformado em roteiro de cinema. Novecentos, de Alessandro Baricco (Editora Rocco), conta a história de uma lenda do mar. Na primeira metade do século XX, o navio a vapor Virginian fazia o caminho entre a Europa e os Estados Unidos. 

Um dia um bebê é encontrado sob um piano da primeira classe, e os funcionários do navio o acolhem e criam, dando-lhe o nome do ano em que nasceu: Novecentos. Ele cresce sem nunca desembarcar e todo o mundo que conhece é o mar, os passageiros e tripulantes e a vista do porto. No entanto, um talento inigualável para a música torna seu nome famoso. Novecentos vira uma lenda, é chamado de o melhor pianista do mundo. Quando toca, sua mente viaja para todos os lugares que gostaria de conhecer.
 
Gostei muito do livro, mas se ele tem um defeito é que ele é muito curto. Quando a história começa a engrenar, o livro termina. Então fica a dica, para quem conhece o filme, ou não conhece, que assista e leia para uma experiência completa. Uma história de fantasia, mas com uma sensibilidade que ultrapassa as barreiras da ficção.

O livro foi transformado em filme em 1998 pelo cineasta Giuseppe Tornatore, e numa versão estrelada por Tim Roth a história ganhou uma riqueza de detalhes impressionante.  A Lenda do Pianista do Mar (The Legend of 1900) é uma daquelas história raríssimas em que o filme consegue superar o livro. E isso acontece não porque o livro é ruim, mas sim porque o filme é sensacional. Aliás, não sei nem como este filme não fez mais sucesso, eu por exemplo não tinha ouvido falar, até um casal de amigos me recomendar.

Confira o trailer legendado:
Read More

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Resumo do Mês de Janeiro

Oi gente, como estão? Eu pensei bem em várias coisas que queria fazer no blog em 2016, e uma delas era manter um registro mensal de tudo que assisto e leio, então comecei a anotar bem direitinho. Ficou lindo, só espero que eu consiga manter durante os outros meses do ano. Olha só:

 Filmes

  • Perdido em Marte, de Ridley Scott
  • Django Livre, de Quentin Tarantino*
  • The Ridiculous 6, de Frank Coraci
  • Histeria, de Tanya Wexler
  • Mais um Verão Americano, de David Wain
  • Meu Namorado é um Zumbi, de Jonathan Levine
  • Centurião, de Neil Marshall
  • Brooklyn, de John Crowley
  • O Regresso, de Alejandro González Iñárritu
  • A Garota Dinamarquesa, de Tom Hooper
  • Mundos Opostos, de Juan Diego Solanas
  • O Exterminador do Futuro: Gênesis, de Alan Taylor
  • As Sufragistas, de Sarah Gravon
  • Harry Potter e a Pedra Filosofal, de Chris Columbus*
  • Harry Potter e a Câmara Secreta, de Chris Columbus*
  • Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, de Alfonso Cuarón*
  • Harry Potter e o Cálice de Fogo, de Mike Newell*
  • Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino*
  • O Quarto de Jack, de Lenny Abrahamson
  • P.S. Eu Te Amo, de Richard LaGravenese*
  • O Diabo Veste Prada, de David Frankel*
  • Palácio das Ilusões, de Patrícia Rozema
  • Vingadores: Era de Ultron, de Joss Whedon*

Documentários

  • Traumas de Guerra: 1861 - 2010, de Ellen Goosenberg Kent*
  • Virunga, de Orlando Von Einsiedel* 

Livros

  • Guerra Civil, de Stuart Moore
  • O Manual da Garota Geek, de Sam Maggs
  • As Crônicas de Fiorella, de Vanessa Martinelli Lewandowski
  • A Última Canção de Bilbo, de J.R.R. Tolkien
  • O Conde Enfeitiçado, de Julia Quinn

Séries

  • The Originals - 1ª Temporada 


Todos aqueles com um asterisco eu já tinha visto, então quer dizer que eu só assisti de novo. Todos os outros são novidades! :)
Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena