quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Dois irmãos: o romance de Milton Hatoum deu origem à superprodução da Rede Globo



Neste romance de intensa dramaticidade, Milton Hatoum narra a história de dois irmãos gêmeos — Yaqub e Omar — e suas relações com a mãe, o pai e a irmã. Moram na mesma casa Domingas, empregada da família, e seu filho. Esse menino — o filho da empregada — narra, trinta anos depois, os dramas que testemunhou calado. Buscando a identidade de seu pai entre os homens da casa, ele tenta reconstruir os cacos do passado, ora como testemunha, ora como quem ouviu e guardou, mudo, as histórias dos outros. Dois irmãos inspirou a minissérie da TV Globo, que estreou no dia 9 de janeiro.


Sinopse: "Dois Irmãos" é a história de como se constroem as relações de identidade e diferença numa família em crise. É a história de dois irmãos gêmeos - Yaqub e Omar - e suas relações com a mãe, o pai e a irmã. Moram na mesma casa Domingas, empregada da família, e seu filho. Esse menino - o filho da empregada - narra, trinta anos depois, os dramas que testemunhou calado. Buscando a identidade de seu pai entre os homens da casa, ele tenta reconstruir os cacos do passado, ora como testemunha, ora como quem ouviu e guardou, mudo, as histórias dos outros. Do seu canto, ele vê personagens que se entregam ao incesto, à vingança, à paixão desmesurada. O lugar da família se estende ao espaço de Manaus, o porto à margem do rio Negro: a cidade e o rio, metáforas das ruínas e da passagem do tempo, acompanham o andamento do drama familiar. Prêmio Jabuti 2001 de Melhor Romance.


Read More

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Editora L&PM Pocket lança duas coletâneas de Jane Austen

AMOR E AMIZADE & OUTRAS HISTÓRIAS

Jane Austen
Tradução de Rodrigo Breunig
Apresentação de G.K. Chesterton

Jane Austen (1775-1817), uma das romancistas mais importantes da literatura universal, viu os quatro romances que publicou em vida caírem na graça do público. Depois de sua morte precoce, surgiram mais algumas obras póstumas, e os admiradores e leitores de Austen só aumentaram com o tempo, como atesta sua popularidade no início do século XXI. Porém, são pouco conhecidos entre nós os primeiros trabalhos da autora, que começou a escrever ainda criança.


Este volume traz três desses textos ficcionais de juventude, todos na forma de narrativas epistolares – contadas através de cartas. A novela “Amor e amizade”, de 1790, mostra a troca de correspondência entre Laura, uma mulher madura, e Marianne, a jovem filha de uma amiga. Laura relata as desventuras amorosas da sua mocidade, à guisa de alerta. A história inclui amores proibidos e fugas da família, além de muitos – e hilários – desmaios. “As três irmãs” e “Uma coleção de cartas”, escritas entre 1791 e 1792, dão novas amostras do estilo cômico e do gênio que se tornariam marca registrada da grande autora.


1) Traz três textos ficcionais escritos na juventude da autora - sua produção desta época é pouco conhecida. Inclui prefácio do escritor G. K. Chesterton.
2) As três narrativas epistolares (em formato de cartas) contidas neste volume têm o humor como traço principal.
3) Aqui a jovem Jane Austen já demonstrava interesse pelos temas que abordaria em seus romances (pelos quais ficaria conhecida): os arranjos casamenteiros na alta sociedade inglesa do início do século XIX, os códigos de comportamento, peripécias amorosas, mocinhos que não são o que parecem.
4) A autora emprega todo seu talento satírico para tratar de alguns costumes românticos da época, como os frequentes desmaios por parte de mocinhas de boa família.
5) Todos os títulos da autora publicados pela L&PM Editores são sucesso de vendas.
6) A arte da capa é de autoria de Birgit Amadori, artista plástica alemã responsável pela arte das capas de todos os livros da autora publicados pela editora. 


LADY SUSAN, OS WATSON E SANDITON

Jane Austen
Tradução de Rodrigo Breunig

A magistral vilã de Jane Austen

Não se sabe ao certo quando Jane Austen (1775-1817) escreveu o romance Lady Susan; estima-se que entre 1794 e 1805. O que se sabe é que ela preferiu não apresentar o texto para publicação, e este permaneceu desconhecido do por mais de cinquenta anos após a morte da autora.


Lady Susan põe em cena uma bela e ardilosa aristocrata que se tornou viúva e não hesita em manipular as ­pessoas – principalmente os homens – ao seu bel-prazer. Monstro ­egoísta, joga com o destino da filha – que considera sem charme e sem inteligência –, com seus sobrinhos, e se mostra a personagem mais calculista e odiosa já criada por Jane Austen. Em nenhuma outra obra ela abordou os costumes e a moral da época de forma tão satírica. E, ao que parece, se divertiu muito criando Lady Susan e os demais personagens. Este volume traz também Os Watson e Sanditon, duas obras inacabadas da autora que, apesar de ter morrido muito cedo e produzido pouco, vem conquistando legiões de leitores ao longo dos séculos, até os dias de hoje.

1) Traz três romances da juventude da autora: “Lady Susan”, e os inacabados “Os Watson” e “Sanditon” - estes dois últimos inéditos no Brasil.
2) A história de “Lady Susan” foi recentemente adaptada ao cinema, num filme britânico com o nome de “Amor e amizade”, estrelado por Kate Beckinsale e Chloë Sevigny.
3) Estas três novelas mostram a jovem Jane Austen experimentando uma variedade de estilos, que vai da sátira ao melodrama, passando pela narrativa epistolar.
4) “Lady Susan” traz uma das personagens mais interessantes da autora, que dá nome ao texto e que difere muito das personagens femininas pelas quais se tornou mais conhecida: aqui as regras e os costumes da sociedade causam não apenas a aflição de jovens mulheres e suas mães, que precisam casá-las para garantir seu futuro e seu sustento, mas as artimanhas de uma mulher bela, sagaz, inescrupulosa e insensível, que manipula todos a seu bel-prazer. 
5) Todos os títulos da autora publicados pela L&PM Editores são sucesso de vendas.
6) A arte da capa é de autoria de Birgit Amadori, artista plástica alemã responsável pela arte das capas de todos os livros da autora publicados pela editora.
Read More

Caixa de Correio #47

Olá amigos! Estive meio sumida mas estou retomando os queridos posts aos poucos. Por isso venho mostrar hoje as últimas novidades da estante, alguns livros que peguei emprestado de amigos, que recebi e que comprei na Bienal do Livro de SP! E adivinha: hoje não esqueci de fazer foto da pilha, obaaa! Olha só:


Recebi os livros de 2016 do Itaú. Quem acompanha o blog há mais tempo sabe que sempre peço para os meus sobrinhos e eles adoram! Os livros desta edição foram Maya e Selou e Poeminhas da Terra.

Comprei na Bienal do Livro em São Paulo o Uma Longa Jornada do Nicholas Sparks e O Doador, de Lois Lowry. Pretendo ler os dois em breve.

Comprei o quarto livro da série Outlander: Os Tambores do Outono, da Diana Gabaldon, e O Navio das Noivas da Jojo Moyes, ambos na Bienal do Livro.

Ainda na Bienal comprei (aproveitando as promoções amigas) Vida Após a Morte, do Damien Echols e O Hobbit de A a Z, da Sarah Oliver. O primeiro eu já li e adorei, logo vou fazer resenha por aqui. 

Esses são alguns empréstimos: Toda Luz que Não Podemos Ver, do Anthony Doerr que a Carina me emprestou; O Cérebro Autista, da Temple Grandin, que a Neca e o Hugo me emprestaram; e As Vantagens de Ser Invisível, do Stephen Chbosky, empréstimo da Jéssica. 

Comprei na banca o segundo volume da HQ Bucky Barnes: O Soldado Invernal, já li e adorei, mas não sei se vai valer fazer resenha, por ser segundo volume. Se alguém quiser resenha, é só me avisar!

Recebi o livro Pseudônimo Mr. Queen, pelo booktour realizado pela autora Loraine Pivatto. Já li e logo vou resenhar ele por aqui. 

Comprei na Saraiva em Porto Alegre o Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, do Ransom Riggs. Gostei da versão com a capa do filme, e escolhi essa porque estava na promoção.

Em São Paulo comprei X-Men: Deus Ama, O Homem Mata, de Christopher Claremont e Brent Eric Anderson. Essa HQ deu origem ao roteiro do filme X-Men 2, e por ser uma história independente é bem legal de ler. Pretendo resenhar assim que puder, já que curti muito a leitura. 

Comprei na Saraiva esse livro MARAVILHOSO, que se chama Protocolos Homem de Ferro. Ele tem fotos e documentos que abrangem os três filmes do Homem de Ferro, da Marvel, explicando detalhes da vida do personagem Tony Stark, seus aliados, inimigos, detalhes sobre a construção de todas as armaduras, artes conceituais dos filmes, entre outros dados que são  o ouro para quem é fã. 

Antes do livro sobre o Homem de Ferro, em São Paulo eu havia comprado o similar do Super Homem, que também tem capa dura, e numa edição super caprichada mostra detalhes do filme do Home de Aço, estrelado pelo Henry Cavill. 

Entrou pra minha coleção mais um quadrinho do Batman, dessa vez foi A Caverna dos Loucos, dos novos 52, que achei na banca aqui da minha cidade.

Read More

Clássico de Júlio Verne é publicado com texto integral pela editora Edipro


A editora dos clássicos, Edipro, lança a versão integral da melhor e mais impressionante obra de Júlio Verne, pai do gênero de ficção científica. A volta ao mundo em 80 dias é um clássico para todas as idades, um divertido romance de aventura que encantou ao mundo.

Como completar em 80 dias uma volta na Terra na época de 1872?

Por parecer impossível, uma aposta de 100 milhões de libras levou o personagem metódico, o lorde inglês Phileas Fogg, e seu valete, Passepartout, embarcarem nesta jornada. Só que a partida dos cavalheiros coincide com um roubo no banco, e faz com que um detetive siga-os pensando que são os ladrões.

As estratégias de Fogg levam a dupla a enfrentar fanáticos religiosos no interior da Índia, tormentas marítimas a caminho do Japão e até tribos indígenas nos Estados Unidos e, ainda, o lorde inglês, encontra o amor de sua vida.

O livro mais conhecido do autor é um registro bem feito da geografia – por meio de maravilhosas descrições das paisagens e cidades ao redor do globo – e da mecânica – explorando, em detalhes, o funcionamento dos vários meios de transporte utilizados pelos personagens.

Considerada uma das maiores obras da literatura mundial inspirou diversas adaptações ao cinema e ao teatro.

Sobre o autor: Júlio Verne (1828 – 1905) é o escritor francês ao qual muitos críticos creditam a criação do gênero de ficção científica. Filho mais velho de um advogado de Nantes – interior da França –, começou a sua carreira literária influenciado pelas obras de Alexandre Dumas e de Victor Hugo. Pesquisador voraz e dono de uma fértil imaginação, logo alcançou a fama com suas descrições de viagens e construtos fantasiosos. Em suas obras, chegou a predizer avanços científicos que se tornariam reais apenas décadas após a sua morte, como o submarino moderno, que aparece em Vinte mil léguas submarinas, e a viagem espacial de Da Terra à Lua.
Read More

Editora Paralela lança 'O Perfume da Folha de Chá'


A Editora Paralela está lançando uma de suas grandes apostas para 2017: O Perfume da Folha de Chá, de Dinah Jefferies. Conheça:

Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence, no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império.

Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos.

Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.


Read More

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Participe da coletânea literária "Pilares Eternos - Contos fantásticos”

A Andross Editora está recebendo contos fantásticos para publicação no livro "Pilares Eternos - Contos fantásticos”, a ser lançado em outubro de 2017 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 30 de abril de 2017.

  
Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site do prêmio.

SINOPSE DO LIVRO:Toda a História foi construída em cima de mitos e lendas extraordinárias, capazes de entreter, ensinar e aterrorizar a humanidade. O insólito e o fantástico são os pilares que sustentarão eternamente a necessidade do homem de contar.
Read More

domingo, 15 de janeiro de 2017

Ana Esterque lança livro de contos pela editora Chiado

São contos, é literatura, a vida como ela é, mas não estamos falando de Nelson Rodrigues. Quem percorre este caminho literário agora é a paulistana Ana Esterque. Exploradora do mundo, ela usou de sua vivência e observação para escrever A Fila, publicado pela Editora Chiado. O livro é um conjunto de contos escritos em três partes do mundo: Zurique, Santiago de Compostela e São Paulo.

Inspirada por fragmentos da realidade e do imaginário, Ana escreve como quem observa minuciosamente o mundo ao seu redor. A obra, composta por 10 narrativas, é permeada por temas polêmicos – como incesto e violência contra a mulher. Além disso, as histórias levam o leitor a uma reflexão sobre o vazio e a delicadeza da alma.

A fila é o primeiro conto – e o que intitula o livro. Escrito em Zurique, o texto faz uma dura crítica ao comunismo, narrado do ponto de vista de uma criança. Em um ambiente ficcional, a personagem Natasha sente o peso da solidão, do abandono e do descaso de pessoas endurecidas pela crueldade da escassez. Leia-se:

“Os portões de ferro foram abertos. Um por um a menina os escutou. Depois foram frases soltas e palavrões em gritos; esbarrões, pontapés, empurrões. O povo já não respeitava a fila. Comprimiam-se todos defronte às grades abertas, agitando os documentos para o alto, pois urgia realizar o cadastro com os homens fardados.”

A vida de Ana Esterque é uma frequente busca por autodescoberta. Desde quando estudou jornalismo, ainda em São Paulo, até em Santiago de Compostela, nas aulas de Filosofia. Foi a partir desse momento que ela passou a se dedicar com seriedade à ficção. Atitude árdua, pois segundo ela: “Escrever também é se suportar em meio à solidão. Isso, às vezes, dói.”

Consciente de que o fracasso faz parte da vida, a autora encontrou coragem nos tropeços, nas portas fechadas e nos “nãos” para compor uma obra que transpõe a realidade, com um misto entre ficção e a veracidade. A Fila, primeiro livro da escritora Ana Esterque, chega às livrarias do Brasil e de Portugal em agosto, com a promessa de instigar e provocar o leitor a cada página.
Read More

sábado, 14 de janeiro de 2017

Amar, Verbo Intransitivo: famoso romance de Mário de Andrade em eBook


A Primavera Editorial acaba de lançar em eBook o clássico Amar, Verbo Intransitivo, obra escrita por Mário de Andrade. Contando com uma narrativa experimental, ousada e próxima da linguagem cinematográfica, o romance do autor é, sem dúvida, uma das referências mais significativas do modernismo brasileiro.

A história explora o mistério da alma feminina com a criação da personagem-chave: a governanta alemã Fraülein, de 35 anos, contratada por Sousa Costa, patriarca da família, para iniciar sexualmente seu filho Carlos, de 16 anos.

No romance, Mário de Andrade aventura-se a explorar e apreender a natureza e o mistério da alma feminina lançando mão de uma magistral composição da personagem-chave do seu livro: a governanta alemã Fraülein.

Narrativa experimental, ousada, plasmada numa linguagem cinematográfica e espontânea, esta obra é uma importante referência dentro do movimento modernista, cujo valor literário é reconhecido por críticos e estudiosos da formação da literatura nacional.

O eBook é parte da coleção Clássicos da Literatura Brasileira, que tem a intenção de criar um novo conceito de leitura e aprendizagem a partir da interatividade. A coleção é composta por livros que ainda permanecem atuais e extremamente lidos nos dias de hoje. O diferencial é a interatividade com hiperlinks para perguntas de vestibulares, videoaulas, prefácios selecionados e conteúdos que fomentem a aprendizagem e a compreensão além do conteúdo textual e literário.

A coleção inclui outras obras tradicionalmente pedidas pelos principais vestibulares, como Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis Macunaíma, de Mário de Andrade, e Iracema, de José de Alencar. Serão lançados, ainda, O cortiço, de Aluísio de Azevedo, A cidade e as Serras, de Eça de Queirós, e Coração, cabeça e estômago, de Camilo Castelo Branco.
Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena