sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Vermelho Amargo

de Bartolomeu Campos de Queirós (Editora Cosac Naify)

Vermelho Amargo é livro muito triste, que conta a história de um homem, em primeira pessoa, que conta sua juventude através dos olhos do menino que foi. Após o falecimento da mãe, ele e os irmãos passaram a ser criados por uma madrasta indiferente, e pelo pai que bebia constantemente. O vermelho do título se trata tanto da dor, do sofrimento do personagem, como das fatias finas de tomate que a madrasta servia para alimentá-los. A cada parágrafo ficamos imersos na dor, e na solidão, e nessa tristeza do menino, que para piorar passa a ver seus irmãos partindo um a um, deixando a sua própria sorte, numa casa onde nunca terá voz, e será sempre invisível.
O autor é conhecido por suas obras juvenis, mas escreveu um livro para adulto nenhum colocar defeito. A narrativa apesar de dolorosa é uma aprendizagem, é um caminho vivido todos os dias por muitas crianças, e ao ler transportamos nossa solidariedade não apenas a esta criança sem nome, mas a todas as outras que ninguém nunca ouviu.

2 comentários:

Nanie Dias disse...

Paola, não conheço o livro, mas ele parece ser bem interessante! Mais do que isso, parece ser daquele tipo de história pungente, que toca bem fundo em nossa alma.

Beijos,
Nanie

Paola Severo disse...

A história é mesmo bem forte, me bateu uma depre quando terminei. hahahaha

Postar um comentário

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena