terça-feira, 24 de setembro de 2013

O Amor Mora ao Lado

de Debbie Macomber (Editora Novo Conceito)

Lacey Lancaster é uma decoradora de ambientes, que teve uma reviravolta em sua vida há mais ou menos um ano atrás. Ela, que sempre sonhou em casar e criar uma família, foi traída pelo ex-marido, e enfrentou sozinha um duro processo de separação, onde ele já estava com a outra mulher. Tentando fugir desta situação, Lacey se mudou para San Francisco, comprou um apartamento, conseguiu um ótimo emprego na sua área e adotou uma gatinha, Cléo. Apesar de nem tudo ser perfeito já que ela ainda não consegue se relacionar com outros homens, e nas conversas com sua melhor amiga, Jeanne sempre reclama que não consegue pedir um aumento que sabe que merece, ao seu chefe Sr. Sullivan, ela está indo bem.
Seu vizinho de porta, Jack Walker vive sendo cortês e a convidando para sair, o que ela acha muita cara de pau, já que ela ouve através da parede quando ele briga com sua namorada, Sarah. Durante uma discussão especialmente acalorada, Lacey decide bater na porta do vizinho e pedir a eles que façam silêncio, e quando volta ao seu apartamento dá de cara com um gato de rua junto com Cléo, assim, hum, digamos, bem junto dela. Jack então chega perguntando se ela não viu o seu gato, Cão, e a confusão se instala. Quando Lacey descobre que Cléo está grávida, vai pedir a ajuda de Jack, e eles passam a se ver mais, e a conversar. Nesse ínterim ela descobre que Sarah é na verdade irmã dele, e que ela estava errada sobre seu vizinho. Agora ela precisa esquecer as mágoas que viveu, para abrir seu coração a alguém pode realmente fazê-la feliz.
Eu comecei a leitura de uma maneira super tranquila, sem pressão, e quando vi já estava na metade, como ele é curtinho consegui ler de uma só vez. O estilo da autora é delicioso, tão fácil de acompanhar, tão reconfortante, e seus personagens são tão bons.
Achei a narrativa apaixonante pelo elemento humano, mas também pela situação. O modo como eles se conhecem foi muito bem pensado, essa coisa de viver ao lado das pessoas e não saber quem elas são é muito interessante. A solidão de Lacey no começo, que conversa com sua gatinha Cléo quando chega do trabalho, e interesse que Jack teve por ela durante tanto tempo sem demonstrar de outras maneiras te faz amar cada página. Quando eles passar a conversar mais, e se conhecer, e começam a sair juntos é tão divertido, é quase como estar sentado à mesa do restaurante ouvindo o papo. Jack é um personagem muito engraçado, consegui dar boas risadas com ele. Lacey tem um tipo de tristeza no começo, e você não entende de cara o que ela passou, mas aos poucos passa a compreender a força dessa mulher, por ter aguentado tanto, e quando ela começa a ficar mais e mais feliz ao longo da narrativa é muito bom sorrir junto com ela. Este foi o primeiro livro que li da autora, mas como já tenho A Pousada Rose Harbor fiquei morrendo de vontade de conhecer a história também, tenho certeza de que o talento e a qualidade de texto da Debbie Macomber vão me encantar novamente.

2 comentários:

camila disse...

Oi Paola, este livro é tão lindo...
Sabe, acabei de ler agorinha, e nossa foi super rápido de ler, leitura muito gostosa, e como vc, este também foi o primeiro livro da autora!!
Doida para ler o da Pousada..

beijos Mila
http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

Paola Severo disse...

Nem me fala, acho que vou puxar o Rose Harbor para cima da pilha! hahaha

Postar um comentário

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena